Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Caio Junqueira

    Caio Junqueira

    Formado em Direito e Jornalismo, cobre política há 20 anos, 10 deles em Brasília cobrindo os 3 Poderes. Passou por Folha, Valor, Estadão e Crusoé

    Licitação vencida por Israel opõe Ministério da Defesa e PT

    Ministro José Múcio diz não haver motivo para não fechar negócio; vice-líder do governo diz que decisão é política

    Licitação vencida por Israel opõe Ministério da Defesa e PT
    Licitação vencida por Israel opõe Ministério da Defesa e PT

    A vitória da empresa israelense Elbit Systems na licitação do Exército para a compra de 36 veículos blindados de combate obuseiros opôs o Ministério da Defesa e o PT.

    O ministro da Defesa, José Múcio Monteiro (na foto acima), disse à CNN não haver nenhuma motivação para que o Exército não feche o negócio, estimado em quase R$ 1 bilhão.

    “É uma licitação discutida há muito tempo. Eles foram os vendedores naturais. Não há motivo para não serem eles. . Qual seria o argumento para cancelar? Temos relação diplomática com Israel”, afirmou Múcio à CNN.

    O vice-líder do governo na Câmara, Carlos Zarattini (PT-SP), disse que a decisão será política.

    “O Exército colocou que é uma aprovação técnica e deixaram espaço para o governo tomar uma decisão mais política. Ouvindo o Ministério das Relações Exteriores e a Presidência da República. Tem dois problemas nessa compra. Israel está usando o armamento dela para atacar Gaza. E segundo que por ser uma país em guerra quem garante que vai entregar? Isso tudo em um contexto em que o governo de Israel considera o presidente Lula uma persona non grata. Não tem decisão final ainda. Vai ser uma decisão política”, declarou Zarattini à CNN.

    Além da empresa israelense, disputaram a licitação a chinesa Norinco, a israelense Elbit Systems, a francesa Nexter e a tcheca Excalibur.