Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Caio Junqueira

    Caio Junqueira

    Formado em Direito e Jornalismo, cobre política há 20 anos, 10 deles em Brasília cobrindo os 3 Poderes. Passou por Folha, Valor, Estadão e Crusoé

    Planalto vê Trump com ceticismo e torce por Biden, dizem fontes

    Leitura é de que uma vitória de Trump pode favorecer a reorganização da extrema-direita mundo afora

    Planalto vê Trump com ceticismo e torce por Biden, dizem fontes
    Planalto vê Trump com ceticismo e torce por Biden, dizem fontes

    O Palácio do Planalto vê com muito ceticismo a possibilidade de Donald Trump vencer as eleições americanas neste ano e torce para que a situação eleitoral até a disputa se reverter a favor do presidente Joe Biden, segundo fontes ouvidas pela CNN.

    A avaliação é de que uma vitória de Trump vai significar a derrota de democratas mundo afora e que ela será utilizada pela extrema-direita para se reorganizar nos países ocidentais, principalmente na Europa e na América Latina.

    Há uma preocupação em específico com a forma como o bolsonarismo ganhará fôlego no Brasil com uma possível vitória de Trump. Não apenas com as chances de que este campo se fortaleça para 2026, mas em especial com o fato de que a versão de Bolsonaro sobre as investigações contra ele e sobre o governo Lula ter um espaço mundial para ser amplificado.

    No campo da política externa em si, o governo vê a eventual vitória como uma força contrária a agenda do multilateralismo que bem sendo apoiada pelo Itamaraty.

    Nesse sentido, a rearticulação da agenda do clima, uma das prioridades sa diplomacia brasileira, sofreria oposição, tendo em vista o apoio de Trump a combustíveis fósseis.

    Uma fonte graduada do Planalto disse que as relações bilaterais do Brasil com os Estados Unidos se manteriam mas que não deve haver relações pessoais entre Lula e Trump.

    Há o reconhecimento contudo do favoritismo de Trump e a leitura é que não há nada a fazer a não ser “torcer e rezar”.