Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Clarissa Oliveira

    Clarissa Oliveira

    Viveu seis anos em Brasília. Foi repórter, editora, colunista e diretora em grandes redações, como Folha, Estadão, iG, Band e Veja

    Planalto espera “sinal de fidelidade” de Pacheco na PEC do Quinquênio

    Texto começou a ser discutido em plenário nesta segunda-feira, após passar pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ)

    Planalto espera “sinal de fidelidade” de Pacheco na PEC do Quinquênio
    Planalto espera “sinal de fidelidade” de Pacheco na PEC do Quinquênio

    A apreciação da chamada PEC do Quinquênio no Congresso servirá para testar a fidelidade do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), ao governo.

    A avaliação foi feita ao blog por pessoas próximas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que participam ativamente das articulações no Congresso.

    Parte dos conselheiros do presidente avaliam que Pacheco tem feito uma espécie de jogo duplo com o Planalto e poderia patrocinar de maneira velada a aprovação do texto.

    A proposta de emenda à Constituição foi apresentada lá atrás pelo próprio presidente do Senado e fixa um bônus por tempo de serviço para carreiras do Judiciário.

    Há vários cálculos sobre o possível impacto da medida nas contas públicas, mas a conta poderia superar R$ 40 bilhões ao ano.

    O texto começou a ser discutido em plenário nesta segunda-feira, após passar pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

    Mais cedo, Pacheco disse ao analista Caio Junqueira que o texto não será votado nesta semana.

    A ideia, segundo ele, é que a PEC siga o trâmite normal de discussão.