Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Gustavo Uribe

    Gustavo Uribe

    Uribe tem duas paixões: política e café. Cobriu 4 presidentes e 4 eleições presidenciais. E acorda todo dia às 5h da manhã para trazer em primeira mão os bastidores do poder

    Lula não pretende procurar Lira para pacificar relação com Padilha

    Avaliação do Planalto é de que parlamentar gera crises para negociar com o presidente

    Lula não pretende procurar Lira para pacificar relação com Padilha
    Lula não pretende procurar Lira para pacificar relação com Padilha

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não pretende buscar o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, por um armistício.

    Segundo relatos de assessores do governo, o petista demonstrou cansaço em mediar crises entre o presidente da Casa Legislativa e o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha.

    Lula, na última conversa privada que teve com Lira, ofereceu ao parlamentar um canal direto de comunicação, por meio do celular de seu ajudante de ordens.

    Além disso, escalou o ministro da Casa Civil, Rui Costa, para ser interlocutor político de Lira quando necessário.

    Por isso, ainda segundo assessores do governo, Lula avalia que já fez o que pode para tentar arrefecer essa crise.

    O presidente teria sinalizado irritação na quinta-feira (11) com novas críticas de Lira ao seu principal articulador político junto ao Congresso.

    No Palácio do Planalto, a avaliação é de que Lira faz críticas públicas quando deseja ser chamado para negociar.

    A crise atual vem na esteira do veto às emendas parlamentares de comissão e a expectativa da Câmara dos Deputados de uma reconstituição de pelo menos R$ 3 bilhões.

    O presidente, aliás, sinalizou a aliados que não pretende retirar Padilha do posto de articulador político da Presidência da República.

    Nos bastidores, Lira acusa o Palácio do Planalto ainda de ter ventilado a informação de que ele teria articulado movimento para revogar a prisão do deputado federal Chiquinho Brazão, acusado de ser mandante do assassinato de Marielle Franco.

    Em festa, na noite de quarta-feira (10), o parlamentar avisou que elevaria o tom. Nesta quinta-feira (11), em Londrina, Lira chamou Padilha de incompetente.

    Em resposta, Padilha publicou vídeo em que Lula elogia o trabalho dele na condução da articulação política do governo federal.