Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Jussara Soares

    Jussara Soares

    Em Brasília desde 2018, está sempre de olho nos bastidores do poder. Em seus 20 anos de estrada, passou por O Globo, Estadão, Época, Veja SP e UOL

    À CNN, Seif diz estar confiante após determinação do TSE: “Não há pelo em ovo”

    Senador diz que que novas diligências não encontrarão provas

    À CNN, Seif diz estar confiante após determinação do TSE: “Não há pelo em ovo”
    À CNN, Seif diz estar confiante após determinação do TSE: “Não há pelo em ovo”

    Após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinar na terça-feira (30) a coleta de mais provas no julgamento que pode cassar seu mandato, o senador Jorge Seif (PL-SC) disse estar confiante de que será absolvido por unanimidade na Corte Eleitoral.

    À CNN, o senador disse não há “pelo em ovo” e que novas diligências não encontrarão provas.

    “Há pelo em ovo? Não. Sigo confiante na Justiça, nas provas, e ausência das mesmas, e na absolvição. Com tais diligências, estou confiante no sete a zero a exemplo de Santa Catarina”, disse Seif.

    O parlamentar é acusado de ter cometido abuso de poder econômico na eleição de 2022. No Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), Seif foi absolvido por unanimidade.

    Na terça-feira, por seis votos a um, os ministros do TSE aprovaram a proposta do relator da ação, ministro Floriano de Azevedo Marques, que sugeriu que o julgamento do caso fosse convertido em diligência para se fazer o levantamento das provas. O único a divergir entre os sete integrantes da Corte foi o ministro Raul Araújo. Com isso, não houve análise do mérito do caso em si na sessão.

    A nova coleta de provas busca trazer elementos sobre o uso ou não de aeronaves da empresa Havan em proveito de Seif. Esse é um dos pontos de controvérsia entre acusação e defesa.

    Pela proposta do relator, a Havan deve ser acionada para, em até 48 horas, informar os prefixos de todas as aeronaves usadas pela empresa, de janeiro de 2022 a março de 2023.

    Aeroportos e aeródromos de cidades de Santa Catarina citadas na ação deverão informar as decolagens e aterrisagens durante a campanha eleitoral de 2022.

    O processo contra Seif é um recurso apresentado pela coligação dos partidos Patriota, PSD e União Brasil.

    As siglas argumentam que o congressista cometeu abuso de poder econômico na campanha ao Senado em 2022. A acusação afirma que Seif teria sido beneficiado na disputa pela empresa Havan ao usar a estrutura física e veículos da companhia, incluindo aeronave.