Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Larissa Rodrigues
    Blog

    Larissa Rodrigues

    Acompanha de perto as articulações do Congresso com o Executivo e como a relação entre os Poderes interfere na vida da população e na economia do país

    Lula está resistente a mudanças na aposentadoria dos militares

    Presidente teme estragar a melhoria na relação com as Forças Armadas e criar mais um problema para o governo

    Lula participa de agenda internacional esta semana
    Lula participa de agenda internacional esta semana Marcelo Camargo/Agência Brasil

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem dito a interlocutores não ser favorável à revisão do sistema de aposentadorias das Forças Armadas como uma das alternativas para que o governo federal consiga cortar gastos.

    Fontes do Palácio do Planalto disseram à CNN que Lula afirma ter sido muito difícil melhorar a relação com os militares e teme que a decisão de mexer na aposentadoria pode trazer “mais um problema” para o governo.

    A revisão da aposentadoria dos militares tem sido defendida pelos ministros da área econômica, em especial Fernando Haddad. Quem levanta a bandeira dentro do Planalto afirma que a decisão poderia ajudar na imagem do presidente diante do eleitorado, já que seria considerada corte de privilégios.

    Mais cedo, o ministro da Defesa, José Mucio Monteiro, afirmou à CNN que uma eventual revisão do sistema de aposentadorias é um tema sensível nas Forças Armadas.

    Na transição de governo, a manutenção do sistema atual de aposentadorias era tratada como uma das “cláusulas pétreas” na relação entre a gestão petista e a cúpula militar.

    Segundo dados compilados pelo órgão de controle, o déficit per capita do regime de previdência dos militares é 16 vezes superior ao do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).