Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Maurício Noriega
    Blog

    Maurício Noriega

    Mauricio Noriega é um dos jornalistas esportivos mais reconhecidos do país. Ganhou o prêmio ACEESP de melhor comentarista esportivo de TV seis vezes.

    CNN Esportes

    Como está o México para enfrentar a Seleção Brasileira?

    Rival passa por processo de reformulação com o técnico Jaime Lozano, mas estará reforçado para o jogo com a Seleção

    O time do México que enfrentou o Uruguai e foi goleado por 4 a 0
    O time do México que enfrentou o Uruguai e foi goleado por 4 a 0 Matthew Stockman/Getty Images

    A Seleção Brasileira enfrenta o México, neste sábado, 8 de junho, às 21h30, em College Station, no Texas (EUA). Será o primeiro amistoso antes da Copa América, que também será em solo norte-americano.

    O Brasil estreia dia 24, contra a Costa Rica, e antes faz outro amistoso, contra os Estados Unidos, dia 12.

    Como chega o México para enfrentar a Seleção Brasileira?

    O time dirigido pelo técnico Jorge Lozano passa por um processo de renovação e foi derrotado por 4 a 0 pelo Uruguai, em amistoso realizado em Denver, em 4 de junho. Antes, os mexicanos haviam derrotado a Bolívia por 1 a 0, mas atuaram com um time praticamente sub-23.

    A ideia de Lozano para enfrentar o time brasileiro é mandar a campo um grupo mais forte e experiente. Revelações como o lateral Brian García (Toluca) e os zagueiros Víctor Guzmán e Jesus Orozco (ambos do Chivas Guadalajara) devem ser substituídos por atletas mais rodados.

    O meia-atacante Efrain Alvarez, do Tijuana, autor do gol da vitória sobre a Bolívia, de 21 anos, foi um dos jogadores jovens que mais se destacaram no período de experiências.

    Presa fácil para o Uruguai

    O México foi presa fácil para o bom time uruguaio. O péssimo desempenho, em especial na defesa, alertou o treinador mexicano para a necessidade de mudanças contra o Brasil.

    Entre as alterações previstas para sábado estão as entradas do goleiro Malagón, do América, do zagueiro Johan Vásquez, que pertence ao Geona, da Itália, e do meio-campista Luís Chávez, do Pachuca.

    Jogadores históricos da seleção mexicana, como o goleiro Ochoa, o atacante Hirving Lozano e o atacante Raúl Jiménez não foram chamados para a Copa América.

    Histórico de Brasil x México

    O histórico de confrontos com o México é amplamente favorável à Seleção Brasileira. São 24 vitórias, sete empates e dez derrotas, com 75 gols marcados e 36 sofridos (números do Sofascore). A lista não contabiliza partidas de Jogos Olímpicos.

    A favor do México deve pesar a presença maciça da torcida. College Station, sede da prestigiada Universidade Texas A&M, fica a uma hora e meia de carro de Houston, cuja região metropolitana tem mais de 1 milhão de habitantes de origem hispânica, majoritariamente mexicanos.

    O Kyle Field, local da partida, é um estádio com quase cem anos de história e que recebe mais de 102 mil torcedores. É um dos quatro maiores estádios dos Estados Unidos e casa dos Aggies, o time de futebol americano da Texas A&M. Aggies é o termo inglês para escolas ou universidades agrícolas.

    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas