Caixa divulga calendário de saques do auxílio emergencial de R$ 600


Da CNN, em São Paulo
14 de abril de 2020 às 00:45 | Atualizado 14 de abril de 2020 às 11:08
App Caixa Auxílio Emergencial

Aplicativo da Caixa permite cadastro para recebimento do auxílio emergencial

Foto: CNN Brasil

O governo federal começa a pagar nesta terça-feira (14), a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600. Nesta primeira etapa, o benefício será destinado a 831 mil pessoas que estavam inscritas no Cadastro Único até o dia 20 de março e não recebem o Bolsa Família. As informações foram divulgadas na última segunda-feira (13) pela Caixa Econômica Federal.

De acordo com a Caixa, das 831 mil pessoas beneficiadas, 557,8 mil receberão pela nova Poupança Digital Caixa. Já as outras 273,2 mil terão o benefício por meio da conta no Banco do Brasil. Para quem quiser sacar o valor em dinheiro, a retirada presencial em agências e lotéricas será permitida em datas específicas para cada CPF, a partir do dia 27 de abril.

Leia também:
E Tem Mais: Como evitar golpes e erros para sacar auxílio emergencial de R$ 600
Saiba como regularizar seu CPF para receber o auxílio de R$ 600
Veja como usar o app da Caixa para receber o auxílio emergencial de R$ 600

Datas e pagamentos

Entre os que recebem o benefício nesta terça-feira (14), estão os trabalhadores inscritos no Cadastro Únido, que não recebem Bolsa Família, nascidos no mês de janeiro. Quem faz aniversário em outros meses, recebe ao longo da semana, em datas estabelecidas.

Na quarta-feira (15), recebe o valor quem nasceu em fevereiro, março ou abril. Já na quinta (16), quem faz aniversário em maio, junho, julho ou agosto. E, por fim, os nascidos em setembro, outubro, novembro ou dezembro terão o benefício na sexta-feira (17).

Quem já recebe o Bolsa Família está incrito para receber automaticamente o auxílio emergencial. O valor será depositado na conta que o beneficiário já utiliza, de acordo com o calendário do programa. Já nesta quinta-feira (16), os beneficiários do Bolsa Família que têm o número 1 como último dígito do NIS, e na sexta-feira (17), aqueles com último dígito igual ao número 2.

Para sacar o valor em dinheiro, presencialmente, a ordem dos pagamentos inicia no dia 27 de abril e vai até o dia 5 de maio, de acordo com o mês de aniversário do trabalhador. O banco informa que o calendário de saques foi estabelecido para evitar aglomerações em suas agências e unidades lotéricas, seguindo as recomendações médicas durante a pandemia.

Veja as datas para o saque do auxílio:

- 27 de abril – nascidos em janeiro e fevereiro
- 28 de abril – nascidos em março e abril
- 29 de abril – nascidos em maio e junho
- 30 de abril – nascidos julho e agosto
- 04 de maio – nascidos em setembro e outubro
- 05 de maio – nascidos em novembro e dezembro

Mas essa não é a única forma de ter acesso ao auxílio. Os valores ficam disponíveis nas poupanças digitais, inclusive com permissão de realizar pelo menos uma transferência para outros bancos sem cobrança de tarifa. Quem inidicou outra conta para receber o benefício, ou já estava inscrito no Bolsa Família, vai ter acesso ao valor diretamente na conta em que já utiliza. 

Só nesta semana foram abertas pela Caixa mais de 6,6 milhões de poupanças digitais gratuitas para distribuir o benefício. Até a tarde de segunda-feira (13), 2,5 milhões de famílias já receberam a primeira das três parcelas de R$ 600, conforme informou o Governo Federal. A previsão é que mais 9,4 milhões recebam a primeira parcela do benefício até sexta-feira (17).

Quem tem direito

Para receber o benefício, é preciso cumprir alguns pré-requisitos, como: ser maior de idade; não ter emprego formal; não receber seguro-desemprego ou pensão da Previdência; e não ultrapassar uma renda familiar mensal de três salários mínimos. Pessoas que recebem o Bolsa Família também têm direito ao coronavoucher e, inclusive, podem utilizar o mesmo registro para receber os dois valores.

O valor do coronavoucher ficou estipulado em R$ 600,00 ou R$ 1.200, para as famílias em que a mulher seja a única responsável pelas despesas da casa. O auxílio é um socorro aos trabalhadores informais durante a crise, que, por enquanto, está garantido para os próximos três meses.

Como solicitar

Beneficiários inscritos no Bolsa Família estão automaticamente cadastrados para receber o auxílio emergencial. Quem tem o Cadastro Único, pode usar a mesma inscrição para solicitar o benefício. Para as pessoas que ainda não estavam listada nos sistemas do Governo Federal, é possível realizar a inscrição no site da Caixa Econômica ou pelo aplicativo disponibilizado pela instituição. A CNN Brasil fez um passo a passo de como realizar o cadastro no app.

Mais informações estão disponíveis no site da Caixa.