Empresários romperam com governo, diz presidente do Instituto Brasil 200

'Ele traiu seus eleitores’, disse Gabriel Kanner, presidente do Brasil 200, instituto que diversos empresários

Raquel Landim
Por Raquel Landim, CNN  
24 de abril de 2020 às 16:30 | Atualizado 25 de abril de 2020 às 06:47

Os empresários mais bolsonaristas – que apoiaram o presidente Jair Bolsonaro desde a eleição – romperam com o governo após a saída do ministro da Justiça, Sergio Moro.

“Acabou o apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Ele traiu seus eleitores", disse Gabriel Kanner, presidente do Instituto Brasil 200, que diversos empresários.

No Twitter, Luciano Hang, dona das lojas Havan, também se manifestou. Ele chamou o ex-juiz de “herói” e agradeceu por tudo que ele fez pelo país.

Esse rompimento não significa que os empresários vão parar de trabalhar pelas reformas liberais do governo, mas que perderam as esperanças.

Kanner ressaltou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, está enfraquecido após o lançamento do programa Pró-Brasil. Segundo Kanner, o Pró-Brasil lembra o PAC – Programa de Aceleração do Crescimento – dos governos petistas.