Volkswagen deve cortar mais custos por crise da Covid-19


Reuters
06 de junho de 2020 às 17:32 | Atualizado 06 de junho de 2020 às 17:36
Fábrica da Volkswagen

Fábrica da Volkswagen: A montadora precisa reduzir despesas materiais em 20% em todo o mundo

Foto: Volkswagen/Divulgação

A Volkswagen está considerando mais cortes de custos para lidar com o impacto econômico da pandemia de Covid-19, afirmou um porta-voz do grupo automotivo alemão neste sábado.

A questão foi discutida recentemente durante um evento interno da companhia, afirmou o porta-voz ao ser questionado sobre notícia publicada pela revista especializada Automobilwoche.

"Houve discussões gerais sobre que outras medidas de custo podem ser tomadas para respondermos à pandemia", afirmou o porta-voz. "Não há decisões concretas ainda."

Leia também:
Aluguel de carros e venda de seminovos despencam: qual o futuro das locadoras?
Números do PIB reforçam previsão de queda de mais de 10% no 2º trimestre

A Automobilwoche citou o presidente-executivo da Volkswagen, Herbert Diess, afirmando a gestores graduados da companhia na quinta-feira: "Precisamos reduzir significativamente o gasto com pesquisa e desenvolvimento, investimento e custos fixos em relação ao planejamento anterior."

A posição de liquidez do grupo "continuará caindo pelo menos até julho por causa da fraca demanda", disse Diess na reunião, segundo a revista, que acrescentou que nem todas as marcas do grupo vão ter resultado positivo este ano.

Isso significa que a principal marca do grupo, VW, precisa reduzir despesas materiais em 20%, afirmou a revista.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook