Jeff Bezos, da Amazon, acaba de estabelecer um novo recorde em sua fortuna

A fortuna do fundador da Amazon vale quase US$ 172 bilhões, novo recorde entre as pessoas mais ricas do mundo, segundo o ranking de bilionários da Bloomberg

Jordan Valinsky, do CNN Business, em Nova York
02 de julho de 2020 às 15:06
Jeff Bezos
O CEO e fundador da Amazon, Jeff Bezos
Foto: Alex Wong/Getty Images

A economia pode estar em recessão e patinando, mas a ‘carteira’ do Jeff Bezos parece não saber disso. Agora, a fortuna do fundador da Amazon vale quase US$ 172 bilhões, novo recorde entre as pessoas mais ricas do mundo, de acordo com o ranking de bilionários da Bloomberg.

Na primeira semana de julho, Bezos superou o recorde de fortuna alcançada antes de se divorciar de sua ex-esposa MacKenzie. No ano passado, o casal se divorciou depois de 25 anos de casamento. Com a separação, ela recebeu 25% das ações da Amazon, o que representa cerca de 5% da empresa. 

Com o novo recorde de Bezos, a riqueza de Mackenzie também atingiu um novo patamar: agora, ela vale US$ 57 bilhões, tornando-se a 12ª pessoa mais rica do mundo. De acordo com cálculos da Bloomberg, a riqueza de Mackenzie disparou 54%, um aumento de quase US$ 20 bilhões. 

Leia também:
Amazon lançará fundo de US$ 2 bi para investir em energias limpas, diz WSJ
'Dono' da Amazon, Jeff Bezos deve se tornar o primeiro trilionário do mundo

O salto na fortuna do ex-casal se deu graças ao aumento nas compras on-line pela pandemia do novo coronavírus. Diante do isolamento social, lojas físicas do mundo inteiro tiveram que fechar as portas – assim como nos Estados Unidos. 

Bônus para a linha de frente 

Bezos, por exemplo, possui cerca de 57 milhões em ações, ou o equivalente a 12% da empresa. E suas ações subiram 56% no acumulado do ano.



A Amazon, que enfrentou críticas pela segurança e remuneração dos funcionários durante a pandemia, disse nesta semana que está distribuindo mais de US$ 500 milhões como um "bônus de agradecimento" aos trabalhadores da linha de frente que estiveram na empresa durante o mês de junho. 

Tal medida ocorreu depois que a empresa eliminou um aumento salarial de US $ 2 por hora e o dobro do pagamento de horas extras para os trabalhadores da linha de frente no final de maio.

Procurada, a Amazon não se pronunciou sobre o aumento da riqueza de Bezos. 

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook