Conta de luz em SP fica mais cara a partir deste sábado


Da CNN, em São Paulo
04 de julho de 2020 às 10:00

Entra em vigor, a partir deste sábado (4), o reajuste anual da conta de luz na Grande São Paulo. O aumento é de 3,5% para residências e de 6% para grandes comércios e indústrias. Cerca de 7 milhões de clientes em 24 municípios serão afetados pelo reajuste.

A Enel, distribuidora de energia elétrica, justifica que o reajuste acontece agora por causa da valorização do dólar e a compra de energia elétrica de Itaipu ficou mais cara.

Em junho, o Procon-SP recebeu 13 mil reclamações sobre cobrança abusiva por parte da empresa. Entre março e maio, a Enel calculou o consumo com base na média dos 12 meses anteriores, pois a leitura presencial não foi feita por causa da pandemia do novo coronavírus.

Leia mais:

Sabesp prorroga isenção a baixa renda e reajuste de pedágios em SP é adiado

Preços do petróleo sobem com dados industriais bons e queda em estoques nos EUA

À CNN, a Enel afirmou que o processo de faturamento "seguiu exatamente o que diz a regulação". Em julho, segundo a empresa, a medição a partir dos leitores de energia será feita normalmente.

O Procon-SP divulga na quarta-feira (7) o resultado da análise que apura se houve cobrança abusiva ou não por parte da Enel no trimestre entre março e abril.