Álcool em gel, máscara e menos viajantes: aéreas voltam com novos procedimentos


Da CNN
12 de julho de 2020 às 15:42

O diretor do CNN Business, Fernando Nakagawa, se aventurou em sua primeira viagem de avião em seis meses e percebeu as novas medidas adotadas pelas aéreas para a retomada do setor. O segmento já percebe um aumento gradual na demanda e, em maio, registrou um crescimento de 35% no número de passageiros.

O aeroporto, em São Paulo, estava vazio para uma manhã de sexta-feira. No dia, estavam previstos apenas 24 voos - ou 0,1% do movimento médio de fevereiro.

Os check-ins pelos totens foram adaptados para evitar o toque na tela. Agora, o passageiro pode escanear um QR Code diretamente de seu celular. Para o despacho de bagagens, é preciso respeitar a distância de 2 metros entre cada pessoa da fila.

Leia mais:

Companhias aéreas e aeroportos se adaptam aos novos protocolos de higiene

Crise do setor aéreo na América Latina aponta para futuro com menos competição

Dos 118 lugares disponíveis para o trajeto entre São Paulo e Rio de Janeiro, 105 estavam ocupados. Todos os passageiros usavam máscaras e a companhia aérea disponibilizou álcool em gel em locais acessíveis. As pessoas, no entanto, sentavam-se uma ao lado da outra, sem assentos bloqueados para aumentar a distância entre elas.