Google vai investir US$ 10 bilhões para acelerar digitalização na Índia

"Isso é um reflexo de nossa confiança no futuro da Índia e em sua economia digital", disse o CEO da empresa

Da Reuters
13 de julho de 2020 às 14:25

O CEO do Google, Sundar Pichai: empresa de tecnologia vai investir na digitalização da Índia

Foto: Reuters/Denis Balibouse

O Google anunciou nesta segunda-feira que investirá cerca de US$ 10 bilhões na Índia nos próximos cinco a sete anos, marcando o maior compromisso de desembolsos em um importante mercado em crescimento.

Os investimentos serão feitos por meio do chamado fundo de digitalização, destacando o foco do Google no rápido ritmo de crescimento de aplicativos e plataformas de software na Índia, um dos maiores mercados de serviços de internet do mundo.

Leia também:
Pandemia mudou padrões de consumo e interação social, diz presidente do Google
Novas regras da UE miram Google e outras gigantes da tecnologia

"Faremos isso através de uma mistura de investimentos em ações, parcerias e investimentos operacionais, de infraestrutura e em ecossistemas", disse Sundar Pichai, CEO da Alphabet, durante o evento online "Google for India".

"Isso é um reflexo de nossa confiança no futuro da Índia e em sua economia digital".

O Google quer acelerar o crescimento da internet na Índia, que atualmente possui mais de 500 milhões de usuários ativos, e ajudar a colocar outras 500 milhões de pessoas online, disse Pichai. 

Além dos investimentos por meio do fundo, o Google, também se concentrará em áreas como inteligência artificial e educação, acrescentou.

A companhia já fez alguns investimentos diretos e indiretos em startups indianas, como o aplicativo local de entregas Dunzo.

Pichai, nascido na Índia, ingressou no Google em 2004 e é amplamente creditado por criar o navegador Chrome. Ele substituiu o co-fundador da empresa, Larry Page, como presidente-executivo da controladora Alphabet no ano passado.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook