Após adiamento por pandemia, Petrobras pagará dividendos de 2019 em dezembro

Valor será de cerca de R$ 1,7 bilhão aos detentores de ações ordinárias e de R$ 2,5 milhões aos preferencialistas.

Nayara Figueiredo, da Reuters
22 de julho de 2020 às 20:02

Fachada da sede da Petrobras, no Rio de Janeiro (16.Out.2019)

Foto: Sergio Moraes/ Reuters

A Petrobras informou que a Assembleia Geral Ordinária da companhia aprovou nesta quarta-feira pagamento de dividendos aos acionistas referentes ao exercício de 2019, no valor de cerca de R$ 1,7 bilhão aos detentores de ações ordinárias e de R$ 2,5 milhões aos preferencialistas.

O pagamento está previsto para ocorrer em 15 de dezembro de 2020, conforme fato relevante, após ter sido adiado em função das incertezas relacionadas à pandemia.

Leia também: 
Dividendos: é possível viver de renda investindo em ações que distribuem lucros?
Elon Musk cala os críticos: Tesla registra quarto trimestre seguido de lucro

Os valores foram atualizados pela variação da taxa básica de juros (Selic) do período de 31/12/2019 até 22/07/2020, o que representou um acréscimo nas ações ordinárias de R$ 0,004420 por ação e nas ações preferenciais de R$ 0,000008 por ação.

Desta forma, o valor total distribuído aos acionistas será de R$ 0,238069 por ação ordinária e R$ 0,000457 por ação preferencial.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook