Ações da Moderna disparam 9% com início de fase final de testes para vacina

Cotações da empresa americana acumulam alta superior a 270% neste ano com avanço no desenvolvimento do tratamento

Do CNN Brasil Business, em São Paulo
27 de julho de 2020 às 11:45 | Atualizado 27 de julho de 2020 às 17:32
Sede da Moderna em Massachusetts, nos Estados Unidos: início da fase 3 dos testes para vacina
Foto: Brian Snyder/Reuters

As ações da empresa americana de biotecnologia Moderna fecharam em alta de 9,15% nesta segunda-feira (27) na Nasdaq com a notícia de que ela deu início à terceira e última fase de testes de sua vacina para a Covid-19. O papel agora vale US$ 79,91. 

As ações chegaram a subir 11% logo no início do dia, nas negociações que antecedem a abertura do pregão. 

A corrida de investidores foi impulsionada também pela notícia divulgada no domingo (26) de que a companhia recebeu liberação adicional de US$ 472 milhões do órgão federal americano de pesquisas biomédicas (Barda, na sigla em inglês) para bancar os custos de desenvolvimento.

Anteriormente, a Moderna já havia recebido US$ 483 milhões do mesmo órgão. 

Leia também:
Moderna recebe mais US$ 472 mi dos EUA para fase final dos testes de vacina
Brasil negocia compra de possível vacina da Covid-19 da Moderna, diz Pazuello
O que se sabe sobre a vacina da empresa Moderna contra a Covid-19

As ações da Moderna acumulam alta de 315% neste ano com a nova valorização da segunda, graças aos avanços no desenvolvimento de uma vacina para o novo coronavírus.

Na terceira e última fase de testes, que deve durar alguns meses, até 30 mil voluntários receberão uma dose de 100 microgramas da vacina desenvolvida, sob condução e supervisão do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (Niaid, na sigla em inglês), outro órgão federal americano.

Os objetivos na terceira fase de testes são os de avaliar a eficácia da vacina (se ela é capaz de estimular a produção de anticorpos em nível suficiente para neutralizar o vírus) e a sua segurança para o paciente (se ela não vai produzir efeitos colaterais tão nocivos que impeçam a sua aplicação).

A vacina da Moderna obteve resultados positivos na primeira fase de testes, com 45 pacientes. Os dados da segunda fase, com centenas de voluntários, ainda não foram divulgados.

Em situações normais de análise, as autoridades de saúde dos Estados Unidos, como o FDA (Food and Drug Administration), não permitem que uma fase comece antes de conhecer os resultados da anterior, mas isso tem sido autorizado para a vacina da Covid-19 por causa da gravidade da pandemia.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook