Ações da Vasta, grupo de ensino básico da Cogna, disparam até 17% com IPO em NY

Estreia bem-sucedida na Nasdaq se deu com captação de R$ 1,8 bilhão; cotações perdem fôlego no início da tarde

Do CNN Brasil Business, em São Paulo
31 de julho de 2020 às 14:45 | Atualizado 31 de julho de 2020 às 19:29
Vasta, empresa de ensino básico da Cogna, estreia na Nasdaq com captação de R$ 1,8 bilhão
Foto: Divulgação

A temporada de ofertas públicas iniciais (IPO, na sigla em inglês) de empresas brasileiras nas bolsas continua a todo vapor. 

A Vasta, divisão de ensino básico da Cogna, maior grupo brasileiro na área de educação, captou US$ 352,9 milhões (cerca de R$ 1,8 bilhão) com sua oferta na Nasdaq, em Nova York.

As ações da companhia fecharam com leve queda de 0,53%, negociadas a US$ 18,75, depois de um salto de quase 17% na abertura e de uma queda de 11% na hora do almoço.

A empresa fez sua estreia no pregão nesta sexta-feira (31) avaliada em US$ 1,6 bilhão (cerca de R$ 8,3 bilhões), com o preço de estreia em US$ 19, acima do intervalo da precificação da oferta, entre US$ 15,50 e US$ 17,50. O aumento se deveu à elevada procura por parte dos investidores.

Leia também:
Temporada de IPOs na bolsa: vale a pena comprar ação de uma empresa estreante?
A volta dos IPOs: O que observar antes de investir em ações de empresas novatas
Cogna faz registro para IPO de sua subsidiária Vasta, nos EUA

O volume levantado pode ser ainda maior se os bancos coordenadores da oferta, caso do Goldman Sachs, do Morgan Stanley e do Itaú BBA, exercerem o direito de comprar um lote adicional de ações em um prazo de 30 dias, ao preço des estreia da oferta, que ficou em US$ 19.

Nessa hipótese, a Vasta conseguiria captar US$ 405,9 milhões (R$ 2,1 bilhões).

Apesar da oferta bem-sucedida de divisão que presta soluções digitais voltadas para escolas particulares de ensino básico, a Cogna não registrou a mesma receptividade no pregão nesta sexta.

As ações da empresa na B3 caíram 12,47%, liderando as quedas do Ibovespa, que também registrou um dia de perdas no encerramento do mês, com recuo de 2%.

Clique aqui e siga a página do CNN Brasil Business no Facebook