Comércio do Rio espera pelo pior Dia dos Pais da história

Um levantamento da instituição aponta que o gasto médio para os presentes será entre R$80 e R$100

Jairo Nascimento da CNN, no Rio de Janeiro
08 de agosto de 2020 às 17:09 | Atualizado 08 de agosto de 2020 às 17:22

O Sindicato dos Lojistas do Rio estima uma queda de 80% no faturamento do Dia dos Pais em comparação com o ano passado. O presidente do Sindicato, Aldo Gonçalves, acredita que 2020 terá o pior desempenho da história da data para os 30 mil comércios filiados na capital fluminense.

Um levantamento da instituição aponta que o gasto médio para os presentes será entre R$80 e R$100. A reabertura do comércio no Rio desde 27 de Junho não foi suficiente para recuperar o prejuízo do setor causado pela pandemia.

Na rua General Osório em Ipanema, zona sul da cidade, o ponto de comércio de rua conhecido pela movimentação intensa estava vazio neste sábado (7), véspera do dia dos pais. Promoções não atraíram clientes. Algumas lojas sequer abriram. Gonçalves aponta a crise econômica e o desemprego como possíveis causas para as vendas baixas.