Exclusivo: 'Nunca defendi furar o teto', reage ministro da Infraestrutura

Aprovada durante o governo Temer, essa regra está prevista na Constituição Federal e impede que os gastos públicos cresçam acima da inflação do ano anterior

Por Igor Gadelha, CNN  
13 de agosto de 2020 às 12:33 | Atualizado 13 de agosto de 2020 às 12:53

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, reagiu às críticas feitas por outros colegas de governo e afirmou à CNN que “nunca defendeu” furar a regra do teto de gastos.

Aprovada durante o governo Michel Temer, essa regra está prevista na Constituição Federal e impede que os gastos públicos cresçam acima da inflação do ano anterior.

Leia mais:
Liberais ameaçam nova debandada, a depender dos substitutos de Salim e Uebel

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas (02.ago.2020)
Foto: Reprodução/CNN

“Nunca defendi isso. Tenho defendido a austeridade fiscal em todas as ocasiões. Você não vai achar uma declaração minha contra o teto”, afirmou Freitas à coluna.

O ministro e o titular do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, vêm sendo criticado por outros ministros por supostamente defenderem aumentar os gastos do governo para bancar novas obras.

“Converso muito com os investidores. Sei o quanto importante é o compromisso com a solvência”, afirmou Freitas, que participou de reunião nesta quarta-feira (13) com Bolsonaro para debater o teto de gastos.