Caio Andrade é nomeado secretário de Desburocratização do Ministério da Economia

Ele substitui Paulo Uebel, um dos secretários da equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, a deixar o governo recentemente

Diego Freire, da CNN, em São Paulo
21 de agosto de 2020 às 02:13 | Atualizado 21 de agosto de 2020 às 02:41
 

Em decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (21), Caio Mário Paes de Andrade foi nomeado o novo Secretário Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia. Ele substitui Paulo Uebel, um dos secretários da equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, a deixar o governo recentemente, em movimento que Guedes classificou como "debandada".

A escolha de Caio Andrade para o cargo foi antecipada pela analista da CNN, Raquel Landim, na última semana. Landim destacou que, segundo fontes próximas à equipe econômica, a escolha dos substitutos de Uebel e Mattar, dois dos secretários mais destacados a pedir demissão da pasta, é uma sinalização do  do prestígio do chamado grupo "liberal"de sua equipe. 

 

Leia também:
Câmara mantém veto de Bolsonaro que congelou salários de servidores

A nomeação de Caio Andrade é assinada por Paulo Guedes e pelo presidente Jair Bolsonaro. Andrade atuou até então como diretor-presidente do Serviço de Processamento de Dados (Serpro), empresa pública de prestação de serviços de Tecnologia da Informação (TI).

Em currículo disponível no site da Serpro, Caio Andrade é descrito como um "empreendedor serial com sucesso em tecnologia de informação, mercado imobiliário e agronegócio".

Ele tem formação em Comunicação Social pela Universidade Paulista, pós-graduação em Administração e Gestão pela Harvard University e Mestrado em Administração de Empresas pela Duke University.

Segundo a Sepro, Andrade liderou mais de 20 processos de M&A (fusões e aquisições), incluindo consolidações de empresas, aquisições estratégicas e minoritárias, captações com investidores institucionais, spin-office (quando uma tecnologia de empresa resulta no desdobramento de outras já existentes).

O currículo disponibilizado no site fundador e conselheiro do Instituto Fazer Acontecer, organização autossustentável que causa impacto positivo em quatro mil crianças e adolescentes por meio do esporte no semiárido baiano. Ao longo de sua vida profissional, recebeu várias premiações, entre elas, empreendedor do ano i-Best (2002); 100 Best Place to Work 2006 (Maber) e 100 Best Place to Work 2010 (Maber).