Nota de R$ 200 falsa? Saiba como identificar se a nova cédula é verdadeira


Anna Russi, do CNN Brasil Business, em Brasília
02 de setembro de 2020 às 14:34 | Atualizado 03 de setembro de 2020 às 07:39

"Veja, sinta e descubra". Essa é a recomendação do Banco Central (BC) para o consumidor analisar os elementos de segurança da nova cédula de R$ 200, de maneira que não seja enganado com uma nota falsa. 

Com predominância das cores cinza e sépia, a nova cédula tem a dimensão de 142x65 milímetros, o mesmo tamanho da nota de R$ 20. Assim como as demais notas da família do Real, possui a imagem da efígie da República em sua frente e um animal da fauna brasileira no seu verso, o lobo-guará. 

"Tudo que precisamos fazer para explorar os movimentos de segurança presentes em uma cédula. Ou seja, vamos explorar com a visão, com o tato, e porque não com a nossa curiosidade", explicou a diretora de administração do BC, Carolina de Assis Barros.

O primeiro elemento, da visão, foi escolhido pela facilidade de compreensão do grande público. Além da marca d'água com o lobo-guará, a cédula possui um "quebra-cabeça" que mostra o número "200". Ambos os elementos só são observáveis quando a cédula é colocada contra a luz. 

Leia também:
Nota de R$ 200: Banco Central divulga imagens da cédula; confira
Inflação e auxílio emergencial: qual o sentido de uma nota de R$ 200?
Veja quanto custa imprimir uma cédula de real

nota 200

 

Foto: BC/Divulgação

Com o tato, o consumidor pode sentir o alto-relevo em ambos os lados da nota. No canto esquerdo frontal, é possível sentir as flores e frutos da lobeira, o arbusto que aparece junto ao lobo-guará. Além disso, a escrita "República Federativa do Brasil" também é escrita em alto-relevo. 

"Do outro lado da cédula também tenho elementos em alto-relevo: a escrita Banco Central do Brasil, parte do corpo do lobo e o valor da denominação", explicou Barros. 

Outro elemento de segurança da nota é a mudança de cor do número 200 brilhante no canto superior direito da parte da frente da nota. Segundo a diretora, este pode ser explorado pela curiosidade.

"Quando movimento a cédula e olho para o número da denominação, tenho um efeito de barra rolante: o tom de verde migra para o azul e do azul volta para o verde", esclareceu. 

Há ainda, um número 'escondido', com o valor de 200, no canto inferior direito no verso da nota e no canto direito da parte da frente. "Eu consigo ver esse elemento quando trago a cédula para a região/altura dos olhos", disse. 

Barros destacou os elementos de segurança escolhidos são "bem robustos". A recomendação dela é de que ao receber a cédula, o consumidor confira, pelo menos, três elementos de segurança.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook