As dez empresas mais valiosas do mundo perdem US$ 1 trilhão em uma semana


André Jankavski e Natália Flach, do CNN Business Brasil, em São Paulo
09 de setembro de 2020 às 12:43 | Atualizado 09 de setembro de 2020 às 14:11
Apple pode lançar iPhone 12 em evento na próxima semana

Apple: ações da companhia estão subindo nesta quarta-feira (9) depois de quedas consecutivas

Foto: Edgar Su - 8.set.2020/ Reuters

As 10 empresas mais valiosas do mundo perderam mais de US$ 1 trilhão entre os dias 1º e 8 de setembro. Com isso, elas somam um valor de mercado de US$ 9,3 trilhões. Em valor nominal, a que mais perdeu foi a Apple — primeira colocada no ranking — que teve um recuo de mais de US$ 365 bilhões, de acordo com levantamento da Economatica.

O motivo é a derrocada das bolsas americanas nos últimos três pregões, puxada pelas empresas de tecnologia. Os investidores decidiram embolsar os lucros acumulados nos últimos meses e redirecionar as atenções para setores negociados abaixo do preço justo, como bancos e energia. "O mercado está atento a setores ligados a consumo cíclico", afirma Lucas Carvalho, analista da Toro.

Leia também:

Ações da Tesla, Apple e Google despencam: acabou a empolgação com as big techs?

Bezos, Gates, Zuckerberg e Musk perdem US$ 24,6 bilhões em um dia

Henrique Esteter, analista da Guide, lembra que os investidores viram uma oportunidade de venda dos papéis de tecnologia, quando souberam que o gigante SoftBank estava comprando ações e opções dessas empresas. Não à toa, o conglomerado japonês perdeu US$ 12 bilhões em valor de mercado nesta semana.

Já a Tesla, 14ª colocada no ranking, perdeu US$ 135 milhões no período analisado. “Caiu o correspondente a um Morgan Stanley em um dia, mas foi uma resposta ao fato da Tesla se tornar uma das empresas mais valiosas do mundo em tão pouco tempo. Trata-se de um ajuste”, diz Renato Mimica, CIO da EXAME Research. “Não vejo nenhum caso gritante de empresas brasileiras passando por algo como isso.”

Pregão no exterior

Depois de três quedas consecutivas, nesta quarta (9), os principais indicadores americanos são negociados em alta, assim como as ações das maiores empresas de tecnologia. Às 12h30, Nasdaq avançava 2,5% e S&P 500 subia 2,1%. 

Já a Tesla tinha alta de 5,6%, a Amazon subia 3,6% e a Microsoft e a Apple avançavam 4,16% e 4,41%, respectivamente.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook