Estreia da Petz na bolsa anima investidores e ações disparam


Leonardo Guimarães, do CNN Brasil Business, em São Paulo
11 de setembro de 2020 às 10:35 | Atualizado 11 de setembro de 2020 às 13:12

Em meio à onda de IPOs, a sexta-feira (11) teve mais uma estreia na bolsa brasileira: as ações da Petz passaram a ser negociadas na B3. E os investidores se animaram com o papel. Nos primeiros negócios do dia, a ação tinha valorização de 9,6%.

Na quarta-feira, a rede de produtos para animais movimentou R$ 3,03 bilhões em seu IPO (oferta inicial de ações). A operação foi precificada a R$ 13,75 por ação, dentro da faixa indicativa de preço para o IPO, que ia de R$ 12,25 a R$ 15,25. Às 10h30, os papéis eram negociados a R$ 15,02, perto do teto da faixa indicativa de preço. 

A disparada das ações da Petz em sua estreia na bolsa acontece enquanto o Ibovespa anda de lado e sobe apenas 0,1%. 

A estreia acontece dentro do segmento Novo Mercado na B3, que tem as empresas com os mais altos padrões de governança corporativa. 

Leia também:
Nubank compra corretora Easynvest e estreia no segmento de investimentos
‘A Netflix é uma empresa de entretenimento, não de tecnologia’, diz fundador

A ideia da empresa é usar os mais de R$ 3 bilhões captados – maior valor para um IPO  no Brasil em 2020 – e investir na abertura de novas lojas e hospitais veterinários (80% dos recursos) e em tecnologia e digitalização (20% dos recursos). 

A capilaridade da rede é um atrativo para os investidores. Atualmente, a empresa tem 110 lojas, a maioria delas em São Paulo. O mercado vai ficar de olho no plano de expansão da Petz, que deve apostar em outras regiões, já que tem presença forte na capital paulista, com lojas enormes. 

Ao mesmo tempo, será interessante acompanhar o plano de digitalização da companhia comandada por Sérgio Zimerman. As empresas que têm muitas lojas físicas estão integrando as unidades ao e-commerce para dar mais agilidade na entrega. Com a integração e abertura de novas lojas, a Petz tem um potencial grande nas mãos. 

Apesar da crise do coronavírus, as vendas da Petz aumentaram 36,6% no primeiro semestre antem mesma etapa de 2019, a R$ 731,6 milhões, com a abertura de novas lojas e o aumento das vendas online.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook