Raia Drogasil aprova desdobramento das ações da companhia


Natália Flach, do CNN Brasil Business, em São Paulo
16 de setembro de 2020 às 11:21
Fachada da Raia Drogasil

Raia Drogasil: operação deve dar mais liquidez para os papéis no mercado financeiro

Foto: Divulgação

A rede de farmácias Raia Drogasil anunciou que vai fazer o desdobramento de suas ações. Essa operação é feita, em geral, quando o valor unitário de cada papel está caro, a ponto de inviabilizar a entrada de pequenos investidores. Atualmente, as ações são negociadas por cerca de R$ 115.

Com o desdobramento aprovado pela assembleia de acionistas na terça-feita à noite, aqueles que já investem na Raia Drogasil receberão quatro papéis para cada papel que têm na carteira. É que a emissão será feita na proporção de uma para cinco, sem que isso mexa no valor do capital social da companhia.

Leia também:
Renda fixa: como investir às vésperas da reunião do Copom que pode cortar juros?
Dasa adquire o controle da prestadora de serviços Nossa Senhora do Carmo

Ou seja, não se trata de uma oferta de ações (com objetivo de captar dinheiro) e, sim, uma forma de aumentar a liquidez ou giro dos papéis no mercado.

Como consequência, o número de ações ordinárias passa de mais de 330 milhões para 1,65 bilhão de papéis. "As novas ações resultantes do desdobramento conferirão aos seus titulares os mesmos direitos  das ações ordinárias então existentes, inclusive em relação aos dividendos e/ou juros sobre capital próprio que vierem a ser declarados a partir de 16 de setembro", diz o comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

No fato relevante, as ações de emissão da Raia Drogasil passarão a ser negociadas como "ex" desdobramento a partir de 21 de setembro, levando-se a posição acionária de 18 de setembro. Já as quatro ações adicionais serão creditadas em favor dos investidores em 23 de setembro.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook