ByteDance diz que não sabia sobre US$ 5 bilhões para fundo em acordo com EUA

No sábado, Trump aprovou um tratado permitindo que o app continue a operar no país

Reuters
20 de setembro de 2020 às 02:44
No sábado, Trump aprovou um tratado permitindo que o app continue a operar no país
Foto: Florence Lo - 19.set.2020 / Reuters

A empresa Bytedance, dona do aplicativo TikTok, disse em uma rede social neste domingo (20) que soube pela imprensa sobre os US$ 5 bilhões para um fundo de educação nos Estados Unidos.

Após o Departamento de Comércio dos EUA anunciar na sexta-feira (18) uma proibição, impedindo os norte-americanos de fazerem o download dos aplicativos chineses TikTok e WeChat a partir de hoje, o presidente Donald Trump afirmou que aprovou um acordo permitindo que o TikTok continue a operar no país. 

O tratado inclui um direcionamento de US$ 5 bilhões para um fundo de educação norte-americano.

Assista e leia também: 
TikTok diz que se comprometeu se submeter à supervisão dos Estados Unidos
TikTok abre ação contra governo Trump para tentar escapar da proibição nos EUA
ByteDance planeja IPO do TikTok nos EUA, se americanos aprovarem acordo

“Para ser claro, também ouvimos sobre os US$ 5 bilhões para o fundo de educação pela primeira vez na imprensa”, segundo a conta oficial da ByteDance na plataforma Toutiao, da qual também é dona. 

“A companhia está comprometida em investir no campo da educação, e planeja trabalhar com parceiros e acionistas globais para lançar projetos de aulas virtuais baseadas em inteligência artificial e tecnologia de vídeo para estudantes de todo o mundo”.

Nesse sábado (19), Trump disse a jornalistas na Casa Branca que apoia o acordo com a ByteDance, a Oracle e o Walmart para criar uma nova empresa que assumirá as operações do TikTok nos EUA, chamada TikTok Global.