Stone quer emitir BDRs para pagar acionistas da Linx

O anúncio acontece em um momento promissor para o investimento em BDRs, já que a B3 promoveu mudanças de regra para deixar esse tipo de aplicação mais acessível

Reuters
23 de setembro de 2020 às 15:02

Escritório da Stone: empresa planeja emitir BDRs se concluir combinação de negócios com a Linx

Foto: Divulgação/LinkedIn Stone

A Stone buscará obter o registro de programa de Brazilian Depositary Receipts (BDRs) Patrocinado Nível I, no âmbito da possível combinação de negócios com a Linx (LINX3), segundo comunicado da Linx à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta quarta-feira (23).

"De acordo com a StoneCo, o registro de programa de BDRs Nível I da StoneCo fará com que os detentores das ações de companhia (Linx) recebam BDRs da StoneCo como parte do preço de resgate de ações da StoneCo a ser pago pela StoneCo no âmbito da operação Stone", afirmou a Linx.

Leia também:
O que são BDRs e quem pode investir em ações no exterior?
Locaweb adquire empresa de tecnologia Social Miner de olho no e-commerce

O anúncio acontece em um momento promissor para o investimento em BDRs, já que a B3 promoveu mudanças de regra para deixar esse tipo de aplicação mais acessível ao pequeno investidor. 

“Existe uma tendência de internacionalização muito forte. As pessoas querem ter acesso a ativos ao redor do planeta e as possibilidades eram sempre fechadas no Brasil”, diz Roberto Lee, CEO da corretora Avenue Securities.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook