Uber: Motoristas mulheres poderão conduzir apenas passageiras — se quiserem


CNN Brasil Business, em São Paulo
05 de outubro de 2020 às 07:00 | Atualizado 05 de outubro de 2020 às 14:37

As motoristas da Uber poderão conduzir apenas passageiras pelas ruas de São Paulo, se elas quiserem. É que desembarca na capital paulista, em 7 de outubro, o programa Elas na Direção, que está presente em mais de 20 cidades de todo o mundo. A informação foi adiantada ao CNN Brasil Business.

"A ferramenta U-Elas pode ser ligada a qualquer momento e está disponível exclusivamente para parceiras mulheres. Entendemos que esse é um primeiro passo para que, no futuro, tenhamos um número suficiente de mulheres dirigindo para também oferecer essa opção para usuárias mulheres com a mesma eficiência que é marca registrada da Uber", afirma Claudia Woods, diretora geral da Uber no Brasil, em nota.

Lançada no fim de 2019, a iniciativa busca diminuir a desigualdade de gênero no mercado de trabalho e incentivar que mais mulheres assumam a direção de suas vidas financeiras. Apesar de representarem 52,4% da população, elas ocupam apenas 44,5% das vagas no país, de acordo com o dados do IBGE.

Leia também:
Uber altera política de cancelamento e nova taxação varia de R$ 5 a R$ 20
Brasileiro atrasa pouco o financiamento do carro – e Uber ajuda a explicar isso

uber celular

Celular de usuário que navega pelo aplicativo do Uber

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

No Brasil, o programa conta com a parceria da Rede Mulher Empreendedora para aumentar e fortalecer a comunidade de motoristas parceiras da Uber no Brasil, e a ideia é que o projeto contemple tanto mulheres que já dirigem como aquelas que ainda não se cadastraram no aplicativo.

"No fim de 2019, as mulheres ainda representavam 6% da nossa base de motoristas parceiros no Brasil. E os motivos vão desde a falta de conhecimento sobre o que é preciso para se cadastrar, passando pela falta de visibilidade sobre os ganhos potenciais e até os desafios de segurança que a nossa sociedade impõe", diz Woods. 

Para dar uma força a mulheres que querem se tornar motoristas, e não têm carro próprio, a Uber e a Localiza Hertz fecharam uma parceria exclusiva que dá descontos especiais a todas as parceiras cadastradas interessadas em alugar um veículo. 

O programa Elas na Direção também conta com uma plataforma educativa que oferece cursos on-line sobre empoderamento pessoal e econômico, desenvolvidos em parceria com a Iniciativas Empreendedoras, a Rede Mulher Empreendedora e a economista Gabriela Mendes, fundadora da NoFront - Empoderamento Financeiro.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook