Facebook, Twitter: veja empresas que podem adotar o home office para sempre

Algumas empresas nos EUA estão fazendo planos para manter seus funcionários remotos em um futuro previsível

Alexis Benveniste, do CNN Business, em Nova York
19 de outubro de 2020 às 14:29
Aplicativo do Twitter
Foto: Mike Blake/Reuters (22.jul.2019)

Enquanto os Estados Unidos se preparam para outra onda de casos de Covid-19, algumas empresas estão fazendo planos para manter seus funcionários remotos em um futuro previsível.

Conheça algumas dessas companhias que podem nunca mais voltar a ter uma estrutura de escritório tradicional nos EUA.

Leia também:
Home office: americanos estão transferindo o escritório para o quintal; entenda
Abertura: Home office eterno no Twitter e mercado à espera do vídeo de Bolsonaro

Dropbox


Os quase 3.000 funcionários da empresa de tecnologia continuarão a fazer home office na maior parte do tempo, mas ocasionalmente irão para um escritório reformado, que será chamado de Dropbox  Studios para trabalho colaborativo e de formação de equipe.

Facebook


Mark Zuckerberg disse que até 50% dos funcionários do Facebook poderão trabalhar de forma remota nos próximos cinco a dez anos. Ele lançou a ideia em um esforço para satisfazer as preferências dos colaboradores e para criar “prosperidade econômica com uma base mais ampla”.

Okta


A empresa de software Okta, que fornece software de login de trabalho para quase 9.000 organizações, incluindo JetBlue, Nordstrom e Slack, espera que até 85% de sua força de trabalho deva trabalhar remotamente sob a nova política. Antes da pandemia do coronavírus, 30% da empresa (que tem cerca de 2.600 funcionários) já trabalhava em home office. 

Shopify


Em maio, a Shopify anunciou que estava em transição para se tornar uma empresa “padrão digital”. Isso significa que, mesmo que a ela reabra seus escritórios em 2021, a maioria dos funcionários trabalhará remotamente em caráter permanente. De acordo com o CEO da Shopify, Tobi Lütke, “o foco no escritório acabou”.

Slack


Responsável por fornecer plataformas de comunicação para facilitar o trabalho remoto para centenas de locais de trabalho, o Slack abriu funções que podem ser preenchidas por candidatos remotos. A maioria dos funcionários do Slack tem a opção de trabalhar remotamente de forma permanente.

Square


A outra empresa do CEO do Twitter, Jack Dorsey, a Square, planeja permitir que os membros da equipe trabalhem em casa mesmo depois de a pandemia terminar. A Square disse que deseja que os funcionários possam trabalhar em um ambiente que atenda às suas necessidades.

Twitter


O Twitter disse que permitirá que alguns de seus colaboradores trabalhem em casa “para sempre”. A empresa de tecnologia disse que a experiência de trabalhar em casa nos últimos meses mostrou que isso pode funcionar em escala no longo prazo.

Zillow


A Zillow, uma empresa do mercado imobiliário, está dando mais flexibilidade para os funcionários trabalhar em casa. A empresa espera que alguns trabalhem em casa permanentemente, enquanto outros podem vir ao escritório algumas vezes por mês ou alguns dias por semana.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês).

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook