Ações da Arezzo disparam após compra da rede de moda Reserva

Acompanhando os negócios na bolsa de valores, dá pra saber que o mercado gostou – muito – do movimento

Do CNN Brasil Business, em São Paulo
23 de outubro de 2020 às 11:57 | Atualizado 23 de outubro de 2020 às 12:14
Rony Meisler, fundador e CEO da Reseva; o executivo vai continuar trabalhando na empresa
Foto: Reserva/Divulgaç

A grande notícia do mundo dos negócios nesta sexta-feira é, por enquanto, a compra da Reserva pela Arezzo. O negócio vai custar R$ 715 milhões ao caixa da Arezzo e deve ser importante para a estratégia a longo prazo da varejista, que aumenta seu porfólio.

Acompanhando os negócios na bolsa de valores, dá pra saber que o mercado gostou – muito – do anúncio. 

Leia também:
Arezzo anuncia a compra da Reserva por R$ 715 milhões
Black Friday 2020: veja o que os brasileiros mais querem comprar na data

As ações da Arezzo (ARZZ3) disparavam 12,3%, às 11h50. O papel fechou o pregão de quinta-feira negociado a R$ 52,57. No fim da manhã de quarta, já valia R$ 59. 

O movimento marca a entrada da Arezzo no segmento de vestuário.

Para Paloma Brum, economista da Toro Investimentos, a compra da Reserva mostra que "o grupo está avançando rumo à sua consolidação no mercado de moda e varejo", o que ela considera como "algo positivo para o negócio pela capacidade de destravar ainda mais valor para a Arezzo e seus acionistas de forma mais rápida do que se fosse criar um business de vestuário do zero". 

Os acionistas da Reserva receberão uma parcela em dinheiro e participação societária na Arezzo correspondente a aproximadamente 8,7%.

O atual sócio fundador, Rony Meisler, e os executivos e sócios minoritários da Reserva, Fernando Sigal, Jayme Nigri e José Alberto da Silva, continuarão trabalhando para a companhia.

A efetivação da operação está condicionada à verificação de determinadas condições suspensivas, incluindo a aprovação definitiva do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook