Estudo apoiado pela Febraban prevê investimentos privados

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional, único projeto apoiado pela Federação Brasileira de Bancos é um estudo na área de infraestrutura

Fernando Molica
Por Fernando Molica, CNN  
30 de outubro de 2020 às 09:57
Ministério do Desenvolvimento Regional e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI)
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

 

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, seu único projeto apoiado pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos) é um estudo destinado à obtenção de investimentos privados na área de infraestrutura. Orçado em R$ 5 milhões, o projeto recebeu verbas de mais nove entidades.

Nesta quinta-feira (29), o ministro da Economia, Paulo Guedes, acusou a Febraban de financiar "ministro gastador" com o objetivo de furar o Teto de Gastos. Guedes não citou quem seria o ministro, mas, em outras ocasiões, ele já se referiu a Rogério Marinho - titular do Ministério do Desenvolvimento Regional - como "fura teto".

Leia também:
Paulo Guedes volta a falar que imposto digital está morto
Raquel Landim: Por que os bancos teriam interesse em derrubar o Teto de Gastos?

Chamado de Projeto de Apoio à Reestruturação do Desenvolvimento Regional pós-Covid-19, o estudo é resultado de um acordo de cooperação técnica entre os ministérios do Desenvolvimento Regional e Relações Exteriores e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Assinado em 5 de junho deste ano, o acordo resultou na contratação da consultoria Ernst & Young.