Spotify comprará empresa de tecnologia de publicidade para monetizar podcasts

O Spotify, que obtém sua receita de assinaturas pagas e de anúncios para usuários gratuitos, viu seu negócio de publicidade voltar a crescer

Supantha Mukherjee e Ken Li, da Reuters
10 de novembro de 2020 às 16:01
Logo do Spotify: empresa investe em nova plataforma de publicidade
Foto: Lucas Jackson/Reuters

O Spotify anunciou nesta terça-feira que concordou em comprar a plataforma de publicidade e publicação de podcasts Megaphone, a última de uma série de acordos para impulsionar sua plataforma de podcasts.

O acordo é avaliado em 235 milhões de dólares, disse um porta-voz do Spotify.

A empresa usará a tecnologia da Megaphone para criar anúncios direcionados e disponibilizará suas ferramentas de monitoramento de anúncios para produtoras de podcasts.

Leia também:
Richard Branson, da Virgin, quer ser o primeiro bilionário a viajar ao espaço
'Combo' de jato e carro da Embraer e Porsche custará R$ 58 milhões

O Spotify, que obtém sua receita de assinaturas pagas e de anúncios para usuários gratuitos, viu seu negócio de publicidade voltar a crescer no terceiro trimestre após ter sido atingido pela pandemia no início do ano.

Executivos disseram que o crescimento dos anúncios vai acelerar no trimestre atual.

Seus pesados investimentos em podcasts, num esforço para se tornar a Netflix do conteúdo de áudio, ajudaram a impulsionar o crescimento de assinantes em um momento em que muitas pessoas estão isoladas devido à pandemia de coronavírus.

Desde o ano passado, o Spotify gastou centenas de milhões de dólares para comprar empresas como a Gimlet Media, uma produtora de podcasts, e a Ringer, uma rede de podcasts de esportes e entretenimento.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook