Twitter terá um hacker como chefe de segurança

A companhia indicou Peiter Zatko, conhecido como "Mudge", dando a ele mandato amplo para recomendar mudanças na estrutura e nas práticas da companhia

Joseph Menn, da Reuters
16 de novembro de 2020 às 17:45

Aplicativo do Twitter: hacker será chefe de segurança da rede social

Foto: Mike Blake/Reuters (22.jul.2019)

O Twitter anunciou nesta segunda-feira a indicação de um dos hackers mais conhecidos do mundo para ocupar a vaga de chefe de segurança da rede social. A companhia indicou Peiter Zatko, conhecido como "Mudge", dando a ele mandato amplo para recomendar mudanças na estrutura e nas práticas da companhia.

Zatko vai responder ao presidente-executivo do Twitter, Jack Dorsey, e deve assumir o posto em 45 a 60 dias. Ele disse que vai avaliar "segurança da informação, integridade do site, segurança física, integridade da plataforma e engenharia". 

Leia também: 
Mercado Livre quer formalizar seus vendedores
Pix terá cashback e possibilidade de programar pagamentos, diz Campos Neto

Anteriormente, Zatko supervisionava a segurança da fintech de pagamentos Stripe. Antes disso, ele trabalhou em projetos especiais no Google e para a agência de pesquisa e desenvolvimento do Pentágono (Darpa).

Na década de 1990, Zatko foi um dos líderes do "Cult of the Dead Cow", um grupo hacker famoso por publicar ferramentas de invasão do Windows para forçar a Microsoft a melhorar a segurança de seu sistema operacional.

"Eu não sei se alguém pode resolver a segurança do Twitter, mas ele estaria no topo da minha lista", disse Dan Kaufman, que supervisionou Zatko na Darpa e agora lidera o grupo de produtos avançados do Google.

O Twitter enfrenta uma série de desafios de segurança. Um ano atrás, o governo dos Estados Unidos acusou dois homens de espionagem a mando da Arábia Saudita quando eles trabalhavam no Twitter. Em julho, um grupo de jovens hackers enganou funcionários da rede social e conseguiu acesso a ferramentas internas que permitiram a eles ganhar o controle de contas de uma série de políticos e celebridades, incluindo do então candidato democrata à presidência dos EUA, Joe Biden.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook