Cúpula do G20 começa hoje com pandemia e meio ambiente no centro das discussões


Anna Satie, da CNN, em São Paulo
21 de novembro de 2020 às 05:30 | Atualizado 21 de novembro de 2020 às 10:27

 

A cúpula do G20, grupo com as vinte maiores economias do mundo, começa neste sábado (21) e domingo (22), com pandemia e meio ambiente na pauta dos assuntos mais importantes da reunião.

O encontro seria sediado em Riad, capital da Arábia Saúdia, que detém a presidência rotativa do clube, mas por conta da pandemia, vai acontecer virtualmente, por meio de videoconferência. 

Uma carta do presidente da África do Sul, do primeiro-ministro da Noruega e dos chefes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Comissão Europeia obtida pela Reuters pede um compromisso dos líderes das 20 nações em investimentos no ACT (Access to COVID-19 Tools Accelerator).

Leia também:

Com quase 170 mil mortos, Brasil falará sobre superação do coronavírus no G20

Cúpula dos líderes do G20 em Osaka, Japão, em 2019
Cúpula dos líderes do G20 em Osaka, Japão, em 2019
Foto: Alan Santos/PR (29.jun.2019)


Esse projeto, liderado pela OMS, "estabelecerá as bases para aquisição e entrega em massa de ferramentas voltadas para a Covid-19 em todo o mundo e fornecerá uma estratégia de saída para esta crise econômica e humana global", diz o texto.

Uma declaração do presidente da União Europeia, Charles Michel, também pede cooperação para o combate da Covid-19 e uma possível discussão sobre um Tratado sobre Pandemias, que poderia ajudar na prevenção e resposta em situaçÕes semelhantes no futuro.

Ele diz que as discussões do fim de semana também serão centradas em como construir um futuro mais sustentável. "Nosso foco este ano é na luta contra a pandemia. Mas a ameaça da mudança climática não é menos urgente hoje do que era ontem". 

Segundo Michel, a Europa não aceitará que "bens de qualidade inferior compitam de maneira injusta com produtos europeus e danifiquem o planeta". 

O Brasil na cúpula

De acordo com o Planalto, os impactos da Covid-19 foram tema de discussão nas reuniões que ocorreram ao longo do ano e "tiveram participação ativa do Brasil". 

Nesta sexta (19), o presidente Jair Bolsonaro recebeu um telefonema do príncipe herdeiro da Arábia Saudita Mohammed bin Salman. De acordo com a Secretaria de Comunicação, os dois discutiram como incrementar a relação bilateral entre os dois países e "coordenaram esforços para a realização da Cúpula do G20". 

(Com informações da Reuters e da Agência Brasil)