Disney demitirá cerca de 32 mil trabalhadores no 1º semestre de 2021

Empresa vê baixa movimentação em seus parques temáticos durante a pandemia de Covid-19

Por Radhika Anilkumar, da Reuters
26 de novembro de 2020 às 03:38
Vista da entrada do parque da Disney em Anaheim, na Califórnia
Vista da entrada do parque da Disney em Anaheim, na Califórnia
Foto: Mario Anzuoni - 13.mar.2020 / Reuters


A Walt Disney Co anunciou, nesta quarta-feira (25), que demitirá 32 mil trabalhadores, principalmente em seus parques temáticos, um aumento em relação aos 28 mil anunciados em setembro, enquanto a empresa vê baixa movimentação em seus parques por conta da pandemia de Covid-19.

As demissões ocorrerão no primeiro semestre de 2021, disse a empresa.

Leia também:
Disney tem prejuízo de US$ 710 milhões, mas recorde de assinantes no Disney+

Mickey e Minnie Mouse completam 92 anos

No início deste mês, a Disney informou que estava liberando trabalhadores adicionais de seu parque temático no sul da Califórnia devido à incerteza sobre quando o estado permitirá a reabertura do local.

Os parques temáticos da Disney na Flórida e fora dos Estados Unidos reabriram no início deste ano com distanciamento social estrito, testes e uso de máscara.

A Disneylândia de Paris foi forçada a fechar novamente no mês passado, quando a França impôs um novo bloqueio para combater uma segunda onda de casos do novo coronavírus.

Já os parques temáticos da empresa em Xangai, Hong Kong e Tóquio permanecem abertos.

A Disney não respondeu a um pedido da Agência Reuters para comentar se as 28 mil dispensas anunciadas anteriormente foram incluídas no último número divulgado nesta quarta, mas um porta-voz da empresa confirmou à Variety que o número inclui o número anunciado anteriormente. 

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook