Reino Unido diz que acordo do Brexit é possível, mas não a qualquer custo

Com apenas cinco semanas até o Reino Unido finalmente sair da UE, ambos os lados estão tentando chegar a um acordo comercial que evitaria um final tumultuado

Da Reuters
26 de novembro de 2020 às 09:28 | Atualizado 26 de novembro de 2020 às 10:28
Bandeiras da UE e do Reino Unido durante protesto anti-Brexit na frente do Parlamento britânico, em Londres
Foto: Toby Melville - 17.dez.2018/Reuters

O Reino Unido e a União Europeia podem fechar um acordo comercial do Brexit e o formato de um já está claro, mas Londres não vai assinar um pacto a qualquer custo, disse o ministro das Finanças britânico nesta quinta-feira (26).

Com apenas cinco semanas até o Reino Unido finalmente sair da órbita da UE, ambos os lados estão tentando chegar a um acordo comercial que evitaria um final tumultuado para a crise do Brexit, de cinco anos.

Leia também:
Desfecho do Brexit pode prolongar a pior recessão em 300 anos no Reino Unido
SoftBank investirá em ao menos 4 empresas da América Latina até o 1º tri de 2021

"Com uma atitude construtiva e boa vontade de todos os lados, podemos chegar lá", disse o ministro das Finanças, Rishi Sunak, à Sky. "Está claro o formato do acordo."

Sunak também disse à rádio LBC que, embora fosse preferível fechar um acordo, "absolutamente não deveríamos nos esforçar por um acordo a qualquer custo, essa não é a coisa certa a fazer".

A chefe da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse na quarta-feira que a UE estava pronta para a possibilidade de uma saída do Reino Unido sem um novo acordo comercial, apesar do "progresso genuíno" nas tortuosas negociações do Brexit.

Uma autoridade envolvida nas negociações disse que um acordo é possível, mas provavelmente não antes do fim de semana. Um diplomata da UE disse que é mais provável que aconteça na próxima semana.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook