Taurus inicia produção de carregadores de armas leves em SP

O anúncio vem um dia depois da o governo zerar o imposto de importação sobre revólveres e pistolas

Alberto Alerigi Jr., da Reuters
10 de dezembro de 2020 às 20:32
Foto: Reuters/Lucas Jackson

A Taurus (TASA3, TASA4) anunciou nesta quinta-feira que iniciou a fabricação de carregadores de armas leves em joint-venture em Guarulhos (SP) e que pretende transferir essa produção para o complexo da companhia em São Leopoldo (RS) em 2021.

"Com o início da produção na joint venture vai tornar a Taurus autossuficiente na produção de carregadores, mercado atualmente dominado por poucos fornecedores estrangeiros", afirmou a companhia em fato relevante.

Leia também:

Com imposto zerado, pistola importada pode cair de R$ 9 mil para R$ 7 mil

Ações da Taurus despencam após redução de imposto sobre importação de armas

A empresa afirmou também que a produção própria trará "forte redução" de custos. "A companhia estima que entre resultados operacionais e redução de custo o projeto poderá gerar mais de R$ 100 milhões nos próximos 5 anos."

A joint venture terá capacidade instalada de 7,4 milhões de carregadores por ano até o final de 2022 e sua ampliação poderá ser antecipada, dependendo de sua atuação no mercado de reposição, afirmou a Taurus. A demanda anual da companhia é de aproximadamente 5 milhões de carregadores.

O anúncio vem um dia depois da Câmara de Comércio Exterior (Camex) zerar imposto de importação de revólveres e pistolas, medida que entra em vigor em 1º de janeiro de 2021.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook