Ser Educacional exerce compra ativos da Ânima no Nordeste

A transação faz parte do acordo fechado entre as duas companhias envolvendo multa contratual relacionada à aquisição pela Ânima dos ativos no Brasil da Laureate

Paula Arend Laier, da Reuters
28 de dezembro de 2020 às 10:28 | Atualizado 28 de dezembro de 2020 às 10:42
Unidade da Ser Educacional
Foto: Ser Educacional / Reprodução

A Ser Educacional exerceu direito para adquirir a Sociedade Paraibana de Educação Cultural (Aspec) e a Sociedade Capibaribe de Educação e Cultura (Socec), no âmbito do acordo com a Ânima, por R$ 180 milhões.

A Aspec é a mantenedora da Faculdade Internacional da Paraíba (FPB) e Socec mantém o Centro Universitário dos Guararapes (UNIFG) de Recife e Jaboatão dos Guararapes e o Cedepe Business School.

Leia também:
Brasil deve cair mais uma posição para 13ª entre as maiores economias em 2021
“O pior está por vir”, afirma Anthony Fauci em relação à pandemia da Covid-19

A transação, anunciada nesta segunda-feira (28), faz parte do acordo fechado entre as duas companhias envolvendo multa contratual relacionada à aquisição pela Ânima dos ativos no Brasil da Laureate.

Inicialmente, a Ser havia optado em receber em dinheiro a multa de R$ 180 milhões referente à rescisão de acordo envolvendo os ativos da norte-americana.

A Ser também disse que foi prorrogado, por 15 dias desde 27 de dezembro, o prazo para o exercício de direito de opção de compra do Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter), do Centro Universitário FADERGS e do Instituto Brasileiro de Medicina de Reabilitação.