CES 2021: Maior feira de tecnologia tenta mostrar que pode dar show na internet

A Consumer Electronics Show é parada obrigatória para empresas de tecnologia e seus fãs desde os anos 60, mas perde um pouco do brilho na versão online

Matheus Prado, do CNN Brasil Business, em São Paulo
11 de janeiro de 2021 às 05:00 | Atualizado 11 de janeiro de 2021 às 08:00
CES
CES 2019, em Las Vegas: feira será totalmente online 
Foto: Reprodução/Facebook

A Consumer Electronics Show, ou simplesmente CES, é parada obrigatória para empresas de tecnologia e seus fãs desde os anos 60. Ali, normalmente são apresentados eletrônicos de consumo, como TVs e eletrodomésticos, que depois chegarão às casas dos consumidores finais.

Segundo a CTA, que organiza o evento, 170 mil pessoas participaram da feira sediada em Las Vegas em 2020. Este ano, no entanto, nada de encontro presencial. A CES ocorrerá entre os dias 11 e 14 de janeiro através de transmissões online, o que empobrece um pouco a convenção.

Leia também:
Bitcoin: entenda os motivos que levaram a criptomoeda à valorização recorde
Nova central multimídia da Mercedes ocupa todo o painel e ainda sugere músicas
Veja comparação entre preços da promoção do Magazine Luiza e dos concorrentes

Isso porque a pirotecnia presente em apresentações e estandes das empresas participantes é uma das marcas registradas da festa. O Google, por exemplo, montou um mini parque de diversões em 2019 e um escape room 2020 para mostrar as funcionalidades dos seus produtos.

Essa necessidade de adaptação fez, inclusive, com que a empresa desistisse de participar do evento. E não foi a única. O número de expositores passou de 4,5 mil no ano passado para mil este ano. Apesar disso, gigantes como Sony, Microsoft, Intel, Samsung, LG, Panasonic e HP seguem firmes na feira.

Outro aspecto que pode ajudar a trazer relevância para a convenção neste ano atípico é a crescente participação dos setores automobilístico e de automação. Com marcas como BMW e Mercedes-Benz entre os participantes, também é possível que haja novidades no segmento.

Posto isso, confira abaixo algumas novidades que devem apresentadas durante o tradicional evento:

Smartphones

Apesar da CES não ser propriamente conhecida como grande evento de lançamento de celulares, este ano promete novidades. A Samsung, por exemplo, vai lançar os novos modelos Galaxy S21 e S21 Plus, sucessores do S20, e o S21 Ultra, novo celular premium da marca. A Motorola também lançará quatro versões da sua linha Moto G.

Áudio

Um setor que vem crescendo muito nos últimos anos, principalmente por conta das caixinhas de som da JBL, líder no mercado. A companhia norte-americana, inclusive, trará novidades como a linha Tour, de headphones, promete cancelamento de ruído e mais de 50 horas de bateria. Já entre os speakers, poucas novidades no hardware, mas a empresa promete novo design para a Charge 5.

Televisores

Grandes estrelas da festa durante muitos anos, os televisores recebem atenção especial na CES. Este ano, segue em pauta a evolução dos televisores 8K, principalmente pelas mãos de Samsung, LG e Panasonic, que protagonizam duelo com suas telas OLED e QLED. 

Há rumores de que a segunda deve apresentar também um aparelho com até 40% de transparência. Para o público gamer, a coreana prepara ainda a chegada de um monitor curvo que vibra e emite sons.

Notebooks

Na cesta de notebooks, a indústria espera que surjam cada vez mais novidades no segmento de inteligência artificial. A Dell, por exemplo, vai lançar sete modelos da linha Latitude e seu novo Precision. A AI embarcada nos produtos ajusta de forma autônoma a vida útil da bateria, a conectividade do notebook e até a qualidade do áudio.

A Lenovo, através da NEC, deve apresentar o protótipo do que pode vir a ser o seu novo computador gamer, o Lavie Mini. Além das especificações técnicas, chama a atenção o teclado retrátil da máquina. Quando no modo tablet, é possível acoplar joysticks dos dois lados da tela.

Carros

Há anos, as montadoras oferecem telas sensíveis ao toque cada vez maiores nos painéis dos veículos. A Mercedes, no entanto, levou a tendência a um nível totalmente novo. A empresa vai apresentar o MBUX Hyperscreen, que cobre quase todo o painel na frente do motorista e do passageiro. Não pode nem ser medido na diagonal porque não é um retângulo. É curvo.