Pandemia afetou 82,8% dos comerciantes do centro do Rio de Janeiro


Paula Martini e Iuri Corsini, da CNN, no Rio de Janeiro
14 de janeiro de 2021 às 07:18 | Atualizado 14 de janeiro de 2021 às 12:58
Comércio do Rio
Comércio no Rio
Foto: Cleber Rodrigues/CNN


A pandemia do coronavius, que já perdura por quase um ano, tem causado grandes impactos no centro do Rio de Janeiro, região predominantemente comercial. Uma pesquisa publicada pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec-RJ) indica que 82,8% dos empresários do centro apontaram piora na demanda por produtos e serviços em 2020, na comparação com 2019.

Entre eles, 57,4% dos empresários disseram que "piorou muito" e 25,4% informaram que "piorou" a demanda por produtos ou serviços. Já para 12,5%, a procura permaneceu igual. Apenas 4% afirmaram que a procura melhorou e 0,7% dos empresários ouvidos informaram que tiveram um incremento significativo na demanda.

Além disso, 80,3% destes empresários registraram queda no faturamento acima de 25% se comparado ao ano de 2019. Os números mostram um enorme impacto nos negócios na principal região comercial da capital, que teve grande parte de suas salas comerciais e restaurantes fechada durante a pandemia.

Outro fator apontado como um dos grandes entraves à recuperação da região é o comércio informal. Levantamento aponta que dois terços deles veem esse ponto como principal obstáculo. Dados do IFec-RJ mostram que, a partir de 2014, o estado apresentou um crescimento acelerado de informais, sendo que o ano de 2017 foi especialmente atípico.