Líder do governo, Eduardo Gomes diz que aprovação do orçamento é urgente

Atualmente, o governo está autorizado a executar apenas 1/12 do orçamento do ano anterior até a votação do projeto

Daniel Weterman, do Estadão Conteúdo
03 de fevereiro de 2021 às 07:47 | Atualizado 03 de fevereiro de 2021 às 07:50
Líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes (MDB-TO) em entrevista para a CNN (
Líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes (MDB-TO) em entrevista para a CNN (28.set.2020)
Foto: CNN Brasil

O líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes (MDB-TO), classificou como urgente a aprovação do Orçamento de 2021, ainda pendente no Legislativo.

Os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), vão conversar sobre o cronograma para instalação da Comissão Mista de Orçamento (CMO) e votação do projeto no plenário. Pacheco quer aprovar a proposta até março.

Atualmente, o governo está autorizado a executar apenas 1/12 do orçamento do ano anterior até a votação do projeto. De acordo com Gomes, o cenário preocupa o Executivo. "A necessidade de aprovação do Orçamento de 2021 é urgente por conta das obrigações com gastos do governo que estão com uma série de dificuldades por conta de não ter aprovado o Orçamento e ainda estar funcionando com 1/12."

Lira e Pacheco marcaram uma conversa presencial ontem para articular o cronograna do Orçamento. A reunião, porém, ficou para esta quarta (3).