Petrobras confirma ajuste em política de preço, mas reitera independência

Petrobras reforça sua independência na determinação dos preços de combustíveis, seguindo o alinhamento aos mercados internacionais diz comunicado

Por Luciano Costa, da Reuters
05 de fevereiro de 2021 às 19:55

Sede Petrobras

Foto: Sérgio Moraes/Reuters (09.Mar.2020

A Petrobras confirmou nesta sexta-feira (5) que estendeu de trimestral para anual o período limite de apuração utilizado na aplicação de sua política de preços de combustíveis, mas defendeu que segue praticando valores alinhados à paridade de importação.

"Desse modo, em dado trimestre os preços domésticos podem eventualmente se situar abaixo do preço de paridade de importação desde que essa diferença seja mais do que compensada nos trimestres seguintes", explicou a companhia em comunicado à Comissão de Valores Mobiliários.

 

A manifestação da empresa vem após a Reuters ter antecipado, com informação de fontes, que o prazo para cálculo da paridade pela estatal havia sido alterado de três meses para um ano.

"A Petrobras reforça sua independência na determinação dos preços de combustíveis, seguindo o alinhamento aos mercados internacionais", acrescentou a estatal no comunicado.