Governo paga auxílio emergencial para 22 mil beneficiários nesta quarta

O pagamento são para beneficiários que tiveram o pedido reavaliado pelo governo

Thâmara Kaoru, do CNN Brasil Business, em São Paulo
10 de fevereiro de 2021 às 10:52 | Atualizado 10 de fevereiro de 2021 às 11:20
Dinheiro
Foto: USP Imagens

O governo federal liberou nesta quarta-feira (10) o pagamento de parcelas do auxílio emergencial para 22.233 beneficiários que tiveram o pedido reavaliado. A autorização foi publicada no “Diário Oficial da União”.

Os beneficiários recebem de uma vez só nesta quarta as parcelas que têm direito. O dinheiro está disponível para transferências e saques. Segundo o governo, o total repassado será de R$ 20,95 milhões.

O Ministério da Cidadania informou que os beneficiários são dividido em quatro categorias, sendo uma parte dos beneficiários com direito ao auxílio de R$ 600 ou R$ 1.200 e os demais o auxílio extensão de R$ 300 ou R$ 600. Veja:

  • 11.897 beneficiários vão receber as parcelas 1 a 5 do auxílio

São pessoas que se tornaram elegíveis ao auxílio de R$ 600 (ou R$ 1.200 para mulheres chefes de família) depois de reavaliações de cadastros e cruzamento de informações de bancos de dados do governo

  • 9.404 beneficiários vão receber as parcelas 6 a 9 do auxílio

São pessoas que ainda não haviam recebido o auxílio extensão de R$ 300 (ou R$ 600 para mulheres chefes de família), passaram por reavaliação e entraram para a lista de beneficiários

  • 561 beneficiários vão receber as parcelas de 6 a 9 do auxílio

São pessoas que não tinham sido consideradas elegíveis para o auxílio extensão de R$ 300 (ou R$ 600 para mulheres chefes de família), fizeram a contestação via Dataprev entre 17 e 26 de dezembro e entraram para a lista de beneficiários

  • 371 beneficiários vão receber as parcelas 7 a 9 do auxílio

São pessoas que já tinham recebido uma parcela do auxílio extensão de R$ 300 (ou R$ 600 para mulheres chefes de família) e, após reavaliação, voltaram para a lista de beneficiários

Como acompanhar o pedido

É possível acompanhar a situação do pedido do auxílio emergencial pelo site da Dataprev.

Governo estuda volta do auxílio

O presidente Jair Bolsonaro admitiu na segunda-feira (8) que o governo está negociando a retomada do auxílio emergencial ou algum tipo de ajuda financeira a pessoas que ficaram desamparadas durante a pandemia do novo coronavírus. 

Isso fez crescer no mercado a preocupação de que o governo está voltando com o auxílio sem antes dar sinais de que pretende resolver os problemas fiscais do país.