Saiba se vale a pena financiar imóvel antes da alta da taxa básica de juros

O que explica a força do setor é a manutenção da Selic em níveis historicamente baixos

Do CNN Brasil Business
22 de fevereiro de 2021 às 07:00 | Atualizado 22 de fevereiro de 2021 às 07:45
Podcast O Que Eu Faço
Podcast O Que Eu Faço, com Santander
Foto: CNN Brasil

O financiamento imobiliário deu um salto de quase 78% em 2020, e a expectativa é de um novo avanço em 2021, de acordo com a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). A projeção é de um aumento de 27% nos empréstimos, apesar das incertezas em torno da retomada econômica no país.

O que explica a força do setor é a manutenção da Selic em níveis historicamente baixos. Há expectativa de que os juros comecem a subir já no mês que vem.

Para o diretor de Negócios Imobiliários do Santander, Sandro Gamba, o momento é muito propício para fazer um financiamento. No entanto, ele alerta que não se pode perder de vista o valor do imóvel desejado.

Neste episódio do podcast O que Eu Faço?, Fernando Nakagawa e Luciana Barreto contam como tornar realidade o sonho da casa própria. Com a ajuda do diretor Sandro Gamba, eles explicam o passo a passo do financiamento imobiliário, destacando as vantagens e os requisitos para solicitar um empréstimo.

Na conversa, também é possível entender como o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pode ser um aliado na hora de financiar um imóvel.

(Texto publicado por Natália Flach)