Bitcoin despenca com aumento de dúvidas sobre patamar de cotação

A criptomoeda enfrentava sua maior queda diária em um mês, recuando para US$ 44.845,72 no pior momento

da Reuters
23 de fevereiro de 2021 às 11:54
Bitcoin
Moedas com símbolo do bitcoin, um dos criptoativos mais conhecidos
Foto: Dmitry Demidko/Unsplash

 O bitcoin chegou a despencar 17% nesta terça-feira (23), reflexo do nervosismo de investidores com as cotações altíssimas da moeda digital, que tem desencadeando desmonte de apostas alavancadas e provocando uma liquidação nos mercados de criptomoedas.

O bitcoin enfrentava sua maior queda diária em um mês, recuando para US$ 44.845,72 no pior momento. Por volta das 09:45 (horário de Brasília), a moeda caía 11,79%, para US$ 47.785,83.

O declínio afastava a cotação do recorde de US$ 58.354,14 registrado no domingo e ressaltava a volatilidade do ativo emergente - que ainda acumula elevação de 60% apenas neste ano.

"Os tipos de altas que temos visto não são sustentáveis e apenas convidam a quedas como essa", disse Craig Erlam, analista de mercado sênior da OANDA.

O Ethereum, que frequentemente se move em conjunto com o bitcoin, perdia 16,04%, a US$ 1.493,34.

Os mercados de criptomoedas estão aquecidos este ano, à medida que grandes gestores de recursos e empresas começam a levar a sério a classe de ativos, investindo no setor e gerando confiança entre os pequenos especuladores.