Governo federal anuncia liberação do FGTS e antecipação do BPC no Acre

Benefício irá para moradores das 10 cidades em estado de calamidade

da CNN, em São Paulo
24 de fevereiro de 2021 às 13:32 | Atualizado 24 de fevereiro de 2021 às 18:06

 

 

Em visita ao Acre nesta quarta-feira (24), o governo federal anunciou uma série de medidas para mitigar os efeitos das inundações no estado. 

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou que os moradores das dez cidades que estão em estado de calamidade poderão fazer saques do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) de até R$ 6.220. 

Os municípios são Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Feijó, Jordão, Mâncio Lima, Porto Walter, Rodrigues Alves, Santa Rosa do Purus, Sena Madureira e Tarauacá. As enchentes afetam mais de 120 mil acreanos

O novo ministro da Cidadania, João Roma, que será empossado nesta tarde, disse que o BPC (Benefício de Prestação Continuada) também será antecipado para os habitantes desses locais. Segundo Roma, a medida chegará a quase 23 mil beneficiários. 

População do Acre foi atingida por enchentes, pela Covid-19 e arboviroses, como dengue
Foto: Pedro Devani

Esses anúncios vêm na esteira da Medida Provisória assinada nesta segunda (22) que liberou R$ 450 milhões em crédito extraordinário para ações de proteção e defesa civil. Parte desses recursos serão encaminhados ao estado. 

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, também disse que há uma equipe da pasta que está apoiando o estado no combate à Covid-19, ao surto de dengue e nas consequências de saúde trazidas pelas enchentes.

Ele anunciou a chegada de mais 22 mil doses da vacina de Oxford/AstraZeneca ao estado, que já estavam previstas no Plano Nacional de Imunização e, portanto, não são doses adicionais. De acordo com Pazuello, moradores das áreas mais afetadas serão priorizados. 

O ministro também disse que o uso dessas doses será integral, sem necessidade de reter vacinas para a segunda aplicação. "A segunda dose dessa vacina é em três meses, temos condição de receber para cumprir a segunda etapa". 

(*Com informações da Agência Brasil)