Brasil criou mais de 260 mil vagas com carteira assinada no primeiro mês do ano

É a maior geração de empregos para o mês desde o início da série histórica, em 1992

Anna Russi, da CNN Brasil, em Brasília
16 de março de 2021 às 11:39 | Atualizado 16 de março de 2021 às 11:59
Carteira de Trabalho e Previdência Social
Carteira de Trabalho e Previdência Social
Foto: Marcello Casal/Agência Brasil

Após a crise causada pela pandemia de Covid-19 em 2020, o mercado de trabalho formal do Brasil segue criando novas vagas com carteira assinada. Em janeiro de 2021, foram abertos 260.353 empregos formais. É a maior geração de empregos para o mês desde o início da série histórica, em 1992.

Resultado de 1.527.083 admissões e 1.266.730 desligamentos, o número é melhor que as 67.906 vagas fechadas em dezembro do ano passado. No entanto, o primeiro mês do ano ainda não reflete os impactos do agravamento da crise sanitária e do retorno de medidas mais restritivas no país. 

Os números foram divulgados pela Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia nesta terça-feira (16). "O resultado mostra que o país continuou com a recuperação econômica após o pico de casos de Covid de 2020, que fechou parte das atividades econômicas no país", reforça a pasta. 

Até o fim deste mês serão divulgados também os dados referentes ao saldo de emprego formal em fevereiro.

Setores

Puxados pela Indústria, que criou 90.432 vagas de trabalho, todos os setores da atividade econômica registraram saldo positivo no primeiro mês de 2021. O menor saldo ficou com o setor de comércio, que foi mais fortemente atingido pela pandemia.

Ainda assim, foram abertas 9.848 postos de trabalho, sendo 3.506 para o “Comércio a Varejo de Peças e Acessórios Novos para Veículos Automotores” e outros 3.055 para o “Comércio Varejista de Materiais de Construção em Geral”.

Ainda de acordo com o ministério da Economia, todas as cinco regiões do país tiveram saldos positivos. O destaque ficou no Sudeste do país, que criou 105.747 empregos. Em seguida, está a região Sul, com 83.587 novas vagas.