WeWork reduziu prejuízo em 8,5% em 2020, para US$ 3,2 bi, diz Financial Times

Documentos aos quais o jornal teve acesso descrevem prejuízo de US$ 3,5 bi em 2019 e que a empresa planeja abrir o capital com uma avaliação de US$ 9 bi

Por Uday Sampath, da Reuters
22 de março de 2021 às 19:32 | Atualizado 22 de março de 2021 às 19:39
WeWork
Prédio do WeWork:
Foto: Eloise Ambursley/Unsplash

 A WeWork teve prejuízo de US$ 3,2 bilhões no ano passado, de acordo com documentos mostrados a investidores em potencial pela companhia de compartilhamento de escritórios que tenta captar US$ 1 bilhão e listar ações no mercado, publicou o Financial Times nesta segunda-feira (22).

Os documentos descrevem prejuízo de US$ 3,5 bilhões em 2019 e que a empresa planeja abrir o capital com uma avaliação de US$ 9 bilhões, incluindo dívidas, por meio de uma fusão com uma empresa de aquisição de propósito específico (SPAC), diz a reportagem.

A WeWork se recusou a comentar a notícia.