BC da China diz que vai intensificar reforma da taxa de câmbio

O banco também quer melhorar o sistema financeiro "verde" para alcançar a neutralidade do carbono

Meg Shen e Tom Daly, da Reuters
25 de março de 2021 às 11:09
Bandeira da China em Pequim
Bandeira da China em Pequim (27/05/2019)
Foto: Jason Lee/Reuters

O banco central da China disse nesta quinta-feira (25) que aprofundará a reforma da taxa de câmbio e aumentará a flexibilidade do iuan, além de melhorar o sistema financeiro "verde" para alcançar a neutralidade do carbono.

Em um comunicado divulgado após a reunião do primeiro trimestre do comitê de política monetária da autarquia, em Pequim, o Banco do Povo da China também disse que vai manter a taxa de câmbio do iuan basicamente estável em níveis razoáveis e equilibrados, deixando a liquidez razoavelmente ampla.