Getnet abre processo seletivo exclusivo para mulheres em tecnologia

Chamado de "Get Talentosas", o objetivo do programa é contratar 10 profissionais para os escritórios em São Paulo e em Porto Alegre

Tamires Vitorio, do CNN Brasil Business, em São Paulo
30 de março de 2021 às 05:00 | Atualizado 30 de março de 2021 às 11:57
GetNet
Foto: GetNet / Reprodução

A empresa de sistema de pagamentos do Santander, a Getnet, está com inscrições abertas para o seu processo seletivo exclusivo para mulheres na área de tecnologia da empresa. Chamado de "Get Talentosas", o objetivo do programa é contratar 10 profissionais para os escritórios em São Paulo e em Porto Alegre.

Para participar, é preciso ser estudante ou formada em qualquer curso, não especificamente na área de tecnologia, sendo que vivência na área de produtos ou em TI é um diferencial e o inglês também não é algo obrigatório. As inscrições podem ser feitas clicando aqui

O processo seletivo será 100% online, com etapas como a inscrição no site, fase de avaliação em relação aos comportamentos corporativos, dinâmica online, painel com os gestores e entrevista individual para as candidatas aprovadas.

A contratação das 10 profissionais deve ocorrer no dia 1º de julho. Todas as mulheres contratadas serão efetivas da companhia, com carteira assinada, e terão remuneração fixa e variável, assistência médica, odontológica, vale-refeição e vale-alimentação, além de um subsídio para fazer academia e curso de idiomas. 

Durante nove meses, as dez profissionais passarão por um processo de imersão na cultura da empresa, com direito a treinamento em metodologia ágil, mentoria com gestores e plano individual de desenvolvimento. Outros treinamentos serão realizados de forma virtual e, se possível, presencial, se a pandemia permitir. 

Segundo Rogerio Anicelli Said, vice-presidente de Recursos Humanos da Getnet, a ideia de focar somente em mulheres veio da vontade de reduzir a desigualdade de gênero ainda presente na área e também faz parte de uma das metas da empresa de aumentar a presença feminina em cargos de liderança —atualmente, são 33% mulheres em posições de gestão e o objetivo é alcançar 37% até o final do ano. "Para atingirmos determinadas metas, precisamos criar alternativas", disse, em entrevista exclusiva ao CNN Brasil Business

"Mas o que eu espero é que, em um futuro próximo, nós não precisemos fazer um programa desse tipo, que isso já seja muito natural. Hoje são programas necessários e que são relevantes para a companhia", diz ele. "De maneira geral, se nós queremos dar a oportunidade e queremos proporcionar a equidade, isso é necessário nesse momento", finaliza. 

O "Get Talentosas" acontece, neste ano, no lugar do "Get Talentos", programa de trainee anual da companhia.