Multilaser e Invest Tech protocolam pedidos de abertura de capital na CVM

Com as duas empresas já são 28 as ofertas em análise pelo órgão regulador

Por Felipe Laurence, do Estadão Conteúdo
17 de maio de 2021 às 16:45 | Atualizado 17 de maio de 2021 às 16:54
Bolsa B3
Foto: Reuters/Amanda Perobelli

 A Multilaser e a Invest Tech protocolaram, nos últimos dias, pedidos para oferta inicial pública (IPO, na sigla em inglês) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Com as duas empresas já são 28 as ofertas em análise pelo órgão regulador.

A Multilaser atua no segmento de bens de consumo, com a produção e negociação de produtos para casa, escritório e informática. Em 2020, a companhia apresentou receita líquida de R$ 3,077 bilhões e, entre os anos de 2018 a 2020, um crescimento anual composto de 26,8%.

O Ebitda totalizou R$ 555 milhões, com uma margem de 18,1%, e o lucro líquido atingiu R$ 451 milhões.

A companhia fará uma emissão primária e pretende utilizar os recursos para liquidação/amortização de dívidas, reforço de caixa para crescimento e potenciais aquisições de empresas. Coordenam a oferta o Itaú BBA, juntamente com XP, Bank of America, UBS BB e Safra.

Já a Invest Tech é uma gestora de ativos que investe em empresas que atuam no setor de economia digital para B2B (negócio para negócio) e que desenvolvam serviços ou produtos para acelerar a digitalização dos negócios entre empresas.

Em março de 2021, a empresa possuía, aproximadamente, R$ 658,7 milhões de ativos sob gestão (AuM), com uma performance consolidada em todos os fundos de 22,11% ao ano.

O fundo também fará uma emissão primária e os recursos serão utilizados para a aquisição de 100% das cotas do Capital Tech II FIP, bem como realização de aportes nas investidas do Capital Tech II FIP no âmbito de seus 'follow-ons'; aquisição de participações societárias de potenciais sociedades-alvo; e reforço de fluxo de caixa. O Citi coordena a oferta, juntamente com o Bradesco BBI.